in

Maiores invencibilidades do futebol europeu

 

Por Guilherme Diniz

 

Acumular quatro, cinco ou seis jogos seguidos sem perder não é uma tarefa tão fácil no futebol. Principalmente neste século XXI, com as intensas mudanças nas regras do esporte, a intensidade das partidas e os longos minutos de acréscimos. Agora, imagine chegar a uma dezena de jogos sem perder? E 20, 30, 40, 50? Utopia? Que nada! Alguns esquadrões conseguiram ao longo das décadas sequências emocionantes de jogos sem perder. E, nesta temporada 2023-2024, vimos a façanha histórica do Bayer Leverkusen, que superou o Benfica de Eusébio e é o dono da maior série invicta do futebol europeu neste século. Mas será que existem outras séries tão grandes? É hora de conferir!

OBS.: consideramos apenas séries invictas englobando todas as competições, não apenas uma competição ou liga nacional. Existem outras séries invictas dos anos 1920, anos 1930 e anos 1940, mas consideramos apenas os dados oficiais da UEFA.

 

1º Celtic (ESC) – 62 jogos entre 1915 e 1917

Mesmo em tempos de Primeira Guerra Mundial, o Celtic alcançou a impressionante marca de 62 jogos sem perder na Escócia e venceu quatro campeonatos escoceses consecutivos no período. Willie Maley era o técnico dos alviverdes e conduziu com maestria a equipe em 49 vitórias e 13 empates, marcando 126 gols e sofrendo míseros 16 tentos! A conta, segundo algumas fontes, é ainda maior se considerarmos quatro jogos em copas regionais de menor expressão no período, fazendo a soma chegar às 66 partidas. A série acabou em 13 de outubro de 1917, em uma derrota em casa para o Kilmarnock por 3 a 2.

 

2º Union Saint-Gilloise (BEL) – 60 jogos entre 1933 e 1935

Com um dos maiores esquadrões de sua história naquele começo de anos 1930, o Union Saint-Gilloise virou Union Soixante (sessenta, em francês) entre 1933 e 1935 por conta da impressionante sequência de 60 jogos sem perder, a maior da história da Bélgica e uma das maiores de todos os tempos. No período, a equipe auriazul venceu três títulos belgas – 1932-1933, 1933-1934 e 1934-1935 sob a capitania de Jules Pappaert, um dos grandes zagueiros belgas da época. Embora tenha entrado em declínio após a década de 1940, o clube segue como um dos mais tradicionais do país e até hoje tem como um de seus apelidos Union 60.

 

3º Bayer Leverkusen (ALE) – 51 jogos entre 2023 e 2024

A maior história da temporada 2023-2024 do futebol mundial é a do “NeverLusen”, o time que não sabe perder e que coleciona feitos inimagináveis sob o comando do técnico Xabi Alonso. Com um futebol muito bonito de se ver, intensidade e preparo físico invejável, o esquadrão alemão garantiu o título da Bundesliga por antecipação – e de maneira invicta! – e chegou às finais da Liga Europa da UEFA e da Copa da Alemanha. A série acabou justamente em uma dessas decisões: derrota por 3 a 0 para a Atalanta-ITA, na Liga Europa. Mesmo com o fim da invencibilidade, a história desse esquadrão já está pronta. Leia clicando aqui!

 

4º Benfica (POR) – 48 jogos entre 1963 e 1965

Na maior e mais laureada década de sua história, o Benfica alcançou a impressionante marca de 48 jogos sem perder entre os anos de 1963 e 1965, quando seguiu sua dinastia no Campeonato Português e era um dos mais fortes e temidos esquadrões da Europa. Embora não tenha conseguido mais troféus continentais na época por causa da “maldição de Béla Guttmann”, os encarnados permaneceram por muitas décadas com o feito invicto até serem superados pelo Leverkusen. Leia mais clicando aqui!

 

5º Dinamo Zagreb (CRO) – 45 jogos entre 2014 e 2015

Rijeka (CRO) – 45 jogos entre 2016 e 2017

Os croatas do Dinamo não tomaram conhecimento dos rivais domésticos na temporada 2014-2015 e atingiram a marca de 45 jogos sem derrotas, que rendeu ao clube o título invicto do Campeonato Croata – 26 vitórias e 10 empates em 36 jogos – e também o caneco da Copa da Croácia, vencida nos pênaltis sobre o RNK Split. Pouco tempo depois, foi a vez do Rijeka, também da Croácia, repetir o feito do rival e atingir a mesma marca de 45 jogos, quando venceu tanto o Campeonato Croata quanto a Copa da Croácia.

 

6º Rangers (ESC) – 44 jogos entre 1992 e 1993

A equipe azul de Glasgow viveu tempos memoráveis no começo dos anos 1990 e completou mais um treble doméstico para sua galeria graças à essa sequência de 44 jogos sem derrotas, que começou em agosto de 1992 e foi até março de 1993. O clube ainda conseguiu a proeza de permanecer invicto na Liga dos Campeões da UEFA e ainda sim não ir para a final, pois acabou um ponto atrás do Olympique de Marselha na última fase de grupos, desempenho que acabou levando os franceses para a decisão – eles foram campeões. A série invicta do Rangers terminou justamente em um Old Firm diante do Celtic: derrota por 2 a 1 na casa dos alviverdes.

 

7º Juventus (ITA) – 43 jogos entre 2011 e 2012

Na temporada em que iniciou a maior dinastia de títulos consecutivos da história do Campeonato Italiano – 9 troféus – a Juventus superou a antiga marca do rival Milan lá nos anos 1990 e somou 43 jogos sem perder. Tudo começou na última rodada do campeonato italiano da temporada 2010-2011, em maio de 2011, e se estendeu até o dia 20 de maio de 2012, quando a equipe bianconeri acabou perdendo a final da Copa da Itália para o Napoli por 2 a 0. A Juve foi campeã italiana com 23 vitórias e 15 empates.

 

8º Milan (ITA) – 42 jogos entre 1991 e 1992

O primeiro a entrar nessa lista de 42 jogos sem perder foi o lendário Milan do começo dos anos 1990, que alcançou o título italiano de 1991-1992 de maneira invicta, com 22 vitórias e 12 empates, além de ter chegado à final da Copa da Itália, quando acabou derrotado pela Juventus. Os rossoneros alcançaram ainda os 58 jogos sem perder no Campeonato Italiano, recorde que perdura até hoje. Comandados por Fabio Capello, os milanistas tinham na época craques como Maldini, Baresi, Tassotti, Albertini, Rijkaard, Donadoni, Gullit e Van Basten, artilheiro da Serie A de 1991-1992 com 25 gols. É, assim era (muito) fácil ficar invicto… Leia mais clicando aqui!

 

Ajax (HOL) – 42 jogos entre 1995 e 1996

 

Ainda nos anos 1990, o lendário Ajax de Van Gaal também fez história com 42 partidas sem perder, série que começou em março de 1995 e só foi terminar em janeiro de 1996. Nesse período, os alvirrubros venceram praticamente tudo o que disputaram, incluindo o Campeonato Holandês, a Liga dos Campeões da UEFA, a Supercopa da UEFA, a Supercopa da Holanda e o Mundial Interclubes. Leia mais clicando aqui!

 

Celtic (ESC) – 42 jogos entre 2016 e 2017

Já na segunda metade dos anos 2010, foi a vez do Celtic entrar mais uma vez na lista de invencíveis e acumular 42 jogos sem derrotas, a grande maioria pelas competições domésticas. O clube escocês completou mais um treble ao vencer todos os torneios nacionais sem perder: Campeonato Escocês – 34 vitórias e quatro empates -, Copa da Escócia – cinco vitórias em cinco jogos -, e Copa da Liga Escocesa – quatro vitórias em quatro jogos. As únicas cinco derrotas na temporada 2016-2017 só aconteceram na UCL, todas na fase de grupos. A sequência invicta começou em novembro de 2016 e durou até agosto de 2017.

 

9º The New Saints (WAL) – 41 jogos entre 2023 e 2024

Foto: Divulgação/The New Saints

 

O clube de País de Gales ganhou as manchetes do futebol nesta temporada ao atingir a marca de 27 vitórias seguidas, superando uma antiga marca do Ajax de Cruyff dos anos 1970. A equipe ainda ficou sem perder em 41 jogos e abocanhou tanto o Campeonato Galês – 30 vitórias e dois empates em 32 jogos, com 117 gols marcados e 18 gols sofridos – quanto a Copa da Liga de País de Gales, conquistada após um 5 a 1 sobre o Swansea City na final. 

 

10º Fiorentina (ITA) – 40 jogos entre 1955 e 1956

Em pé: Sergio Cervato, Francesco Rosetta (capitão), Bruno Mazza, Ardico Magnini, Giuseppe Virgili e Guido Gratton. Agachados: Julinho Botelho, Giuseppe Chiappella, Armando Segato, Giuliano Sarti e Miguel Montuori.

 

O maior esquadrão da história da Viola atingiu a marca de 40 partidas sem perder entre 1955 e 1956, quando a equipe ainda só disputava o Campeonato Italiano. A série começou no final da temporada de 1955 e se estendeu ao longo da época 1955-1956, quando a equipe de Florença foi campeã da Itália. Os destaques daquele timaço eram o goleiro Sarti, os defensores Cervato e Rosetta, o meio-campista Gratton e os atacantes Julinho Botelho, Miguel Montuori e Giuseppe Virgili. Leia mais clicando aqui!

 

Nottingham Forest (ING) – 40 jogos em 1978

Tempo depois, foi a vez do Nottingham Forest de Brian Clough repetir o feito dos italianos e permanecer longos 40 jogos sem derrotas. A equipe foi campeã inglesa na temporada 1977-1978 perdendo apenas três dos 42 jogos que disputou, além de ter vencido de maneira invicta a Copa da Liga Inglesa. Na temporada 1978-1979, os vermelhos seguiram sem perder até dezembro de 1978, quando acabaram derrotados pelo Liverpool por 2 a 0 em Anfield. Naquela época, o Nottingham ainda venceu outra Copa da Liga, a Supercopa da Inglaterra e a Liga dos Campeões da UEFA. Leia mais clicando aqui!

 

Real Madrid (ESP) – 40 jogos entre 2016 e 2017

Entre 2016 e 2017, o Real Madrid não quis saber de perder durante 40 jogos e confirmou a melhor fase do esquadrão tricampeão consecutivo da Liga dos Campeões da UEFA. Foi naquele período que o clube virou uma máquina de fazer gols, de demolir tabus e aumentar ainda mais sua hegemonia. A série começou na reta final da temporada 2015-2016 e se estendeu até o início de 2017. Leia mais clicando aqui!

 

Estrela Vermelha (SER) – 40 jogos entre 2020 e 2021

Foto: Arquivo / The Footyheadlines.com

 

Campeão do Campeonato Sérvio de maneira invicta em 2020-2021 com 35 vitórias e três empates em 38 jogos, além de levantar também de maneira invicta a Copa da Sérvia, o Estrela Vermelha encantou seus torcedores entre 2020 e 2021 com 40 jogos sem perder. Aliás, em toda a temporada 2020-2021, os alvirrubros perderam apenas um jogo, na fase de grupos da Liga Europa da UEFA, em outubro de 2020, e acumularam 45 vitórias e um empate em 55 jogos no total. A sequência de 40 jogos só acabou em julho de 2021, na derrota por 2 a 1 para o Kairat, do Cazaquistão, na segunda fase de qualificação da UCL.

 

Outras invencibilidades históricas

 

Além das grandes sequências no futebol europeu, já tivemos muitos times invictos em outras ligas. Não temos listas detalhadas como na Europa, mas algumas chamam atenção. 

Na África, destaque para os 34 jogos invictos do Al Ahly no Campeonato Egípcio entre 2016 e 2017. Na Ásia, o Al Hilal, da Arábia Saudita, permaneceu 42 jogos sem perder – sendo 34 vitórias seguidas – entre 2023 e 2024. O Muangthong United, da Tailândia, e o Buriram United, também da Tailândia, acumularam 34 jogos sem perder em 2012 e 2015, respectivamente. Na América Central, o Olimpia, de Honduras, permaneceu 27 jogos sem perder no campeonato local em duas oportunidades: 1969-1970 e 2022-2023. E na América do Sul, o Boca Juniors de Bianchi ficou 40 jogos sem perder no Campeonato Argentino em 1999, superando os 39 jogos invictos do Racing de José dos anos 1960. No Uruguai, a maior série é do Peñarol, que ficou 22 jogos sem perder na liga local em 1975 e também em 1978. No Brasil, temos várias séries invictas, com destaque para:

 

  • Botafogo: 52 jogos invicto entre 1977 e 1978
  • Flamengo: 52 jogos invicto entre 1978 e 1979
  • Desportiva: 51 jogos entre 1967 e 1968
  • Santa Cruz: 49 jogos invicto entre 1978 e 1979
  • Cruzeiro: 49 jogos invicto em 1972
  • São Paulo: 47 jogos invicto entre 1974 e 1975
  • Atlético-MG: 45 jogos invicto entre 1931 e 1933
  • Grêmio: 42 jogos invicto em 1981
  • Internacional: 40 jogos invicto em 1975
  • Palmeiras: 40 jogos invicto entre 1971 e 1972
  • Vasco: 38 jogos invicto entre 1945 e 1946
  • Corinthians: 37 jogos invicto em 1957
  • Coritiba: 29 jogos invicto em 2011
  • Santos: 25 jogos invicto em 1972
  • Fluminense: 25 jogos invicto em 1983

 

Confira também no Imortais o especial com as maiores sequências de vitórias seguidas do futebol.

 

 

Licença Creative Commons
O trabalho Imortais do Futebol – textos do blog de Imortais do Futebol foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em imortaisdofutebol.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Craque Imortal – Michael Owen

Apostas esportivas se consolidam no mercado brasileiro